Home » Notícias » Cinco motivos para usar tecnologia na sala de aula

Cinco motivos para usar tecnologia na sala de aula

Mesmo com todos os avanços dos últimos anos, o uso da tecnologia na sala de aula ainda é polêmico. Muitos professores são resistentes e escolas também, inclusive proibindo o uso de qualquer aparelho celular ou tablet. Já muitas das que são adeptas ainda não encontraram um equilíbrio, uma fórmula de sucesso que integre alunos, professores, pais e escola em prol do desenvolvimento do aluno como cidadão. Mas então, por que e como usar a tecnologia a favor da educação?

A Controller Education, empresa especializada em desenvolver soluções tecnológicas para a melhoria da educação, destaca alguns benefícios. Confira cinco pontos que merecem atenção:

Novas comunidades e formas de aprendizado

Com a entrada da tecnologia na sala de aula, novas comunidades e formas de aprendizado surgiram. Os alunos passaram a trocar informações e a compartilhar conhecimento de forma instantânea, por meio das redes sociais e grupos de troca de mensagens. “Os educadores precisam se integrar a esse novo cenário, caso contrário, o relacionamento com os alunos ficará difícil, assim como a tarefa de motivá-los e conquistá-los com novas informações, pois esse ‘novo’ é justamente o que eles têm contato diariamente por meio da internet. Dinamismo e agilidade são palavras-chaves e a tecnologia colabora nesse contexto”, comenta Eduardo Bahiense, diretor da Controller Education.

Jovens e crianças adoram tecnologia

Pesquisas já mostraram que tecnologia em excesso faz mal à saúde física e mental, mas hoje já possui um papel essencial na sociedade. As crianças são atraídas pelos vídeos e jogos, que se usados com equilíbrio podem ser ótimas ferramentas no complemento da educação, inclusive na primeira infância. Já o empenho e a destreza dos jovens, podem ser a porta de entrada para um despertar de interesses que nem imaginavam ter e a atenção na sala de aula e no conteúdo transmitido aumentam.

Suporte no aprendizado

É nítido que o processo de ensino-aprendizagem passou por mudanças e tudo está diferente. Hoje, o professor não é apenas um transmissor do conhecimento, mas sim um mediador entre o que a tecnologia traz e os alunos, que são peças-chave nessa troca de informações e não são mais meros receptores de conteúdo. “A tecnologia oferece um suporte na hora de aprender e de ensinar. Com ela, o professor usufrui de recursos que transformam e acrescentam mais novidades em suas aulas, além de instigar ainda mais a busca pelo conhecimento por parte dos alunos”, diz Bahiense.

Integração e conhecimento compartilhado

As pessoas são diferentes, cada aluno ou grupo precisa de uma metodologia específica. Identificar formas de usar a tecnologia no intuito de aproximá-los fortalece e dá mais credibilidade ao professor, que também pode compartilhar informações e experiências com outros professores. Esse conjunto auxilia para construir uma aula mais assertiva, o que garante a confiança, melhor compreensão e integração dos alunos.

Ambiente inclusivo

A tecnologia não discrimina nenhum aluno ou professor. Seu uso na área educacional fortalece o papel fundamental do professor em sala de aula, sendo inclusiva. De todas as inovações e benefícios que a tecnologia contribui para a educação, a maior é a possibilidade de inserir classes e pessoas que são consideradas excluídas, educacional ou socialmente.

“Para achar o equilíbrio entre tecnologia e educação é importante que haja uma evolução também nas escolas, apoiar e dar suporte aos professores para que eles desenvolvam, primeiramente, suas potencialidades. Saber aplicar e compreender os benefícios que o sistema oferece e acrescentar no dia a dia, só aumenta a possibilidade de educar e formar grandes cidadãos”, finaliza Eduardo Bahiense.

Fonte: Redação – Agência IN

O que você achou desta notícia?

Clique em uma estrela para classificá-la!

Classificação média / 5. Contagem de votos:

Descubra as vantagens ao escolher a Escola Escobar,

agende a sua visita e venha nos conhecer!